Comunicação

Notícias

Notícias

Minas e seus caminhos é tema de seminário do BDMG Cultural

Compartilhar:

O BDMG Cultural realizará, nas próximas quinta (17) e sexta (18), o seminário Minas e seus caminhos.

O evento, que será realizado no Auditório Marco Túlio, faz parte das comemorações dos 30 anos da instituição e conta com a curadoria de Caio Boschi, professor de História da UFMG e da PUC Minas.

Durante as conferências, serão abordados variados recortes temáticos sobre o percurso de Minas Gerais em seus trezentos anos de história. Estarão em pauta assuntos como política, história, demografia, urbanização, arquitetura, artes visuais, literatura, música e economia.

Nos dois dias, o horário é de 9h às 18h. Não é necessário fazer inscrição e o acesso é gratuito. Para os interessados, haverá certificado de participação.

Confira abaixo a programação completa:

Programação Minas e seus caminhos

Dia 17 de maio – 9h às 18h

As Minas são muitas – João Paulo Cunha – jornalista, é graduado em psicologia, pedagogia e filosofia, e ex-presidente do BDMG Cultural.
Minas e a política: permanências e mudanças – Otávio Soares Dulci – graduado em ciências sociais, é mestre e doutor em ciência política. Atua como professor adjunto do Departamento de Relações Internacionais da PUC Minas.

Os caminhos da economia de Minas: passado, presente e futuro – Paulo Haddad – economista formado pela Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG (FACE), ex-ministro de estado da Fazenda e do Planejamento.
O artesanato dos sons e a arte da escuta em Minas Gerais – Berenice Menegale – diretora executiva da Fundação de Educação Artística, pianista.

A reinvenção das Minas pelas Gerais: a questão demográfica – Mário Marcos Sampaio Rodarte – professor adjunto do Departamento de Ciências Econômicas da FACE.

Dia 18 de maio – 9h às 18h

A urbanização mineira: precocidade e modernidades diversas – Roberto Luís Monte Mor – graduado em arquitetura e urbanismo pela UFMG, e professor associado no Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional – Cedeplar.
A arquitetura em Minas Gerais: cenário e agente da formação de uma cultura – Maurício Languardia Campomori – mestre em arquitetura e doutor em educação pela UFMG. Diretor da Escola de Arquitetura da UFMG e membro titular do Conselho Estadual do Patrimônio Cultural do Estado de Minas Gerais

Literatura histórica: cartas do primeiro governador de Minas Gerais para o rei de Portugal – Letícia Mallard – doutora, pesquisadora e ensaísta na área de Literatura Brasileira, professora emérita da UFMG.
Arte mineira: tradição e modernidade – Márcio Sampaio – crítico de arte, pintor, desenhista e poeta, membro da Academia Mineira de Letras.

Minas Gerais: o roteiro do seu caminho – Arno Wehling – membro da Academia Brasileira de Letras, presidente do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, doutor em História.