NOTÍCIAS

16/02/2017

Venda de combustíveis no país cai 4,5% em 2016 para 135,436 bi de litros, diz ANP

Estadão Conteúdo

As vendas de combustíveis no país caíram 4,5% em 2016, somando 135,436 bilhões de litros, de acordo com balanço anual apresentado na manhã desta quinta-feira (16) pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP). É a segunda queda seguida. Em 2015 o recuo foi de 1,9%.


Na contramão do mercado total, as vendas de gasolina C no país cresceram 4,6% em 2016 ante o ano anterior, somando 43,019 bilhões de litros.

O consumo de etanol hidratado caiu para 14,586 bilhões de litros, ou 18,3%. Já o anidro, que é misturado à gasolina, teve alta de 6,2%, para 11,615 bilhões de litros. As vendas totais de etanol (hidratado e anidro) recuaram 9% frente a 2015.

"2016 foi um ano em que a demanda geral por combustível caiu. Foi um ano também de aumento de importação. À medida que a economia retome, deve haver uma retomada do consumo de combustíveis", disse o diretor-geral da ANP, Décio Oddone, afirmando acreditar em sinais de retomada da demanda já em 2017.

Acompanhando o fraco desempenho da economia, o consumo de diesel B recuou 5,1%, para 54,279 bilhões de litros. As vendas de gás liquefeito de petróleo (GLP) tiveram leve alta de 1,1%, para 13,398 bilhões de litros. Já o gás natural veicular (GNV) apresentou crescimento de 3,2% no volume comercializado. Houve ainda retração de 8% na venda de Querosene de Aviação (QAV), que atingiu 6,765 bilhões de litros.